Notícias

Setembro Dourado: Onco Hematos alerta para o diagnóstico precoce do câncer infantojuvenil


12/09/2018 às 12:46:00



Setembro Dourado é uma campanha que reúne esforços para difundir durante este mês a conscientização e prevenção do câncer infantojuvenil. A Clínica Onco Hematos, que possui em seu corpo clínico oncologistas pediátricos, faz um alerta para conscientizar toda a sociedade sergipana sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce dos cânceres em crianças e adolescentes. A campanha abrange ações educativas e preventivas com a distribuição de laços dourados e de materiais informativos sobre os principais sinais e sintomas da doença.

Para o oncologista pediátrico da Onco Hematos, Venâncio Gumes, o câncer infantojuvenil representa a primeira causa de morte por doença nesta faixa etária. “Este tipo de câncer tem uma característica um pouco diferente do câncer em adultos, isso faz com que tenha uma melhor resposta às opções de tratamento, como quimioterapia, cirurgia e radioterapia. Por conta disso, o diagnóstico precoce é fundamental para um resultado positivo do tratamento. Quanto mais cedo o diagnóstico, mais rápido será o tratamento, com menos drogas, menos riscos, menos sequelas e melhor qualidade de vida”, informa.

Segundo dados do Instituto Nacional do Câncer (Inca), as estimativas dão conta de mais de 12 mil novos casos de câncer infanto-juvenil em todo o Brasil para este ano. Em Sergipe, a estimativa é de 70 a 80 novos casos a cada ano. Mas o resultado no tratamento nas últimas quatro décadas foi também extremamente significativo. Atualmente, em torno de 80% das crianças e adolescentes acometidos de câncer podem ser curados, se diagnosticados precocemente e tratados em centros especializados.

Dr. Venâncio Gumes destaca que o acompanhamento pediátrico rotineiro é essencial para a detecção precoce da doença. “O acompanhamento clínico de rotina com o pediatra, a puericultura, serve para promover a saúde dessas crianças com acompanhamento mesmo quando elas não estão aparentemente doentes. As que fazem o acompanhamento correto têm mais chances de identificar algum sinal ou sintoma característico do câncer infantojuvenil. Infelizmente, ainda chegam em nossos serviços crianças em estágios avançados da doença. Por isso, o objetivo do Setembro Dourado é incentivar que os pais, desde cedo, levem seus filhos ao médico, para que a detecção de qualquer doença seja identificada de forma precoce”, salienta. 

Os fatores da doença são diversos, sendo os principais de causas genéticas e ambientais. Os tipos mais frequentes de câncer na infância são, por ordem de incidência, a leucemia, os tumores de sistema nervoso central e os linfomas (câncer no sistema linfático). Em seguida, podemos elencar os tumores renais e hepáticos, os tumores ósseos malignos, sarcomas de partes moles, retinoblastoma e outros.

Sinais e sintomas

O câncer infantojuvenil se refere a grupos de doenças que têm em comum o surgimento e desenvolvimento desordenados de células malignas em qualquer parte do corpo da criança ou do adolescente. Em geral, esse câncer é de difícil diagnóstico, porque seus sinais e sintomas podem ser confundidos com outras doenças. “Uma febre prolongada sem nenhuma causa aparente por mais de sete dias; qualquer caroço com massa pelo corpo; qualquer mancha pelo corpo que mude seu aspecto ou mancha roxa sem sinal aparente de pancada; dor de cabeça sem causa aparente, principalmente no período da manhã e com acompanhamento de vômitos; perda significativa de peso; aumento do volume abdominal; aumento dos olhos; reflexo branco nas pupilas (olho de gato); anemia inexplicável com ou sem dores nos ossos; pneumonia sem cura e dificuldade de engolir alimentos são alguns dos possíveis sintomas”, diz o oncologista.

Ascom/Onco Hematos