Notícias

Câncer de Pulmão é tema de palestra na Onco Hematos


01/03/2018 às 12:20:00



Na noite de quarta-feira, 28, foi realizada no auditório da clínica Onco Hematos uma palestra sobre Câncer de Pulmão para os profissionais que integram a equipe multidisciplinar da clínica. A palestra foi ministrada pelo oncologista clínico Dr. Thiago Menezes, que abordou o tema para destacar o tratamento de 1ª linha do Câncer de Pulmão não pequenas células. Durante a palestra, o oncologista mostrou estudos atualizados sobre o tema e falou sobre a importância da Imuno-oncologia para o tratamento deste câncer, que é tão comum entre fumantes ativos e passivos. 

De acordo com o oncologista, o câncer de pulmão é o mais incidente no mundo, com 1,8 milhão de casos. No Brasil, é o 2º maior em homens e o 3º em mulheres, entre os mais incidentes. “Nos últimos 10 anos o câncer de pulmão vem mudando muito o seu tratamento, principalmente as subespecificações de terapias imuno-mediada, isso faz com que a gente precise sempre está se atualizando para oferecer o que tem de melhor na atualidade para os nossos pacientes. Isso dá um ganho de sobrevida e qualidade de vida para os pacientes”, enfatizou.

Dr. Thiago destacou também que a principal causa do Câncer de Pulmão ainda é o Tabagismo. “90% dos pacientes que tem diagnóstico de câncer de pulmão existe associação direta com o cigarro, seja como fumante ativo (aquele que fuma) ou fumante passivo (aquele que está próximo de quem fuma inalando a fumaça). Esse é o grande desafio para combater o câncer de pulmão, se a gente conseguir diminuir drasticamente o uso do cigarro, a gente diminui a incidência e vai melhorar muito a vida dos pacientes”, disse o médico oncologista. 

Outro assunto debatido pelo oncologista clínico foi a Era da Imuno-oncologia, que é um avanço nos tratamentos contra o câncer. “Por muito tempo a terapia oncológica se voltou contra a célula tumoral, aquelas células doentes que começam a aparecer no nosso corpo. Agora a gente está mudando o foco, fazendo com que o nosso sistema imunológico, que são as nossas defesas, os nossos guardiões, reconheçam aquelas células doentes e comecem a destruí-las. Então gente agora faz uma terapia voltada para que o nosso próprio organismo evite com que as células doentes criem mecanismo de escapar das nossas defesas e agora as nossas defesas é que exterminam as células doentes. Isso facilita muito o tratamento”.

Dr. Thiago finalizou afirmando que a melhor forma de evitar esse câncer é através da prevenção, por meio de conscientizações para evitar o hábito das pessoas em fumar. “O câncer de pulmão é um câncer muito prevalente, mas que a gente pode evitar não só com atualização para oferecer o melhor tratamento aos nossos pacientes, mas com conscientização que esse câncer está muito relacionado a uma coisa evitável, que é o hábito de fumar. Então em todas as consultas temos o dever de alertar não só os pacientes que tem câncer, pois o hábito do tabagismo acaba atrapalhando o tratamento, como para aqueles que ainda não desenvolveram câncer”, ressaltou.