Notícias

Campanha “Troque o Medo por Esperança” alerta população aracajuana sobre o câncer


27/11/2018 às 10:58:00



A Campanha “Troque o Medo por Esperança”, uma iniciativa da Sociedade Brasileira de Cirurgia Oncológica (SBCO), aconteceu neste domingo, 25, em todo o país para celebrar o Dia Nacional de Combate ao Câncer (27). Em Aracaju, a ação foi realizada nos dois shoppings da capital, Riomar e Jardins, contando com o apoio do Exército, da Clínica Onco Hematos e da Liga Acadêmica de Estudantes. Foram montados estandes para distribuição de material educativo e bate-papo com a população para tirar dúvidas e dar esclarecimentos sobre o câncer e a importância do diagnóstico precoce. 

Segundo o membro titular da SBCO em Sergipe, o cirurgião oncológico Roberto Gurgel, o objetivo é chamar atenção das pessoas para que percam o medo de falar sobre o câncer e incentivá-las a procurarem um especialista para que o diagnóstico precoce possa ser feito o mais rápido possível. “É preciso que a população não tenha medo do diagnóstico. Esse medo pode se tornar uma esperança real de cura. Um caroço na mama, um sangramento nas fezes, uma ferida que não cicatriza, ou uma dor constante podem ser sintomas de um câncer, mas as pessoas ficam com medo do diagnóstico e preferem nem ir ao médico”, salientou o oncologista.

"Estamos no Novembro Azul, mês de conscientização ao Câncer de Próstata e nada melhor do que quebrar esses “tabus” que os homens têm em torno da prevenção. O homem com 50 anos tem que ter maturidade suficiente para começar a sua prevenção e saber que fazendo isso ele está zelando pela sua saúde. É importante a conscientização sobre o câncer de próstata e sobre todos os tipos de câncer para que as pessoas entendam os riscos e procurem o médico adequado para conduzir o tratamento em caso de diagnóstico confirmado”, acrescentou o cirurgião oncológico.

A médica do Exército, Capitã Juliana Arroxellas, destacou a importância da parceria de várias instituições para alertar sobre os riscos do câncer à população. “Estamos apoiando esta campanha de prevenção ao câncer em geral. O lema do exército é ‘O braço forte, a mão amiga’ e trabalhamos focados principalmente na mão amiga, que são essas campanhas de apoio à sociedade. Estamos orientando a população nos dois shoppings da capital e a aceitação do público é visível, muitas pessoas tiraram dúvidas, perderam um pouco o medo de falar da doença. Toda pessoa, seja de qualquer idade, tem que procurar o médico, porque o cuidado e a prevenção são os mais importantes”, frisou.

A jovem Carine de Jesus Santana recebeu as orientações em um dos estandes da campanha. Segundo ela, é preciso buscar o quanto antes o médico para cuidar da saúde e não correr grandes riscos caso venha a ser diagnosticada a doença. “Quanto mais cedo a pessoa se cuidar melhor. Eu mesmo já tive essa doença e digo, por experiência própria, que o medo pode se transformar em esperança sim. Depois de muita luta para conseguir meu tratamento, hoje dou meu testemunho para provar que é possível vencer o câncer, eu sou a prova disso. Descobri a doença no início e hoje estou curada”, afirmou.

Luciene Vieira Santos também recebeu orientações e é uma das pessoas que confessam ter medo da doença e prefere não ir ao médico. “Confesso que a mensagem dessa campanha tocou muito comigo, porque realmente tenho medo e evito ir ao médico com receio de diagnosticar algum tipo de câncer. Faço o meu cuidado preventivo em casa, com exame de toque, melhorando a alimentação, fazendo atividade física, mas sei que é preciso também ir ao médico. Mesmo sem sentir nada, é melhor prevenir. Adorei as explicações passadas pelos profissionais. Estou mais consciente e estimulada a procurar um médico e saber como anda minha saúde”, finalizou.

Ascom/Onco Hematos